img15

Minha alma encostada na tua

Será que é possível se apaixonar pela alma de alguém?...

Assita o vídeo!
img15

Nossa suíte 13

Você não conta da minha existência pros seus amigos, e eu me torno só mais uma com quem você esbarra por aí e diz oi...

Assita o vídeo!
img15

Um amor ao primeiro sorriso

Quem diria né, que após esse seu primeiro sorriso tudo mudaria...

Assita o vídeo!

10.7.17

É injusto se voltar contra o amor


É injusto se voltar contra o amor porque uma pessoa te feriu, mesmo que a dor inicial seja tão aguda como se estivesse cortando um pedaço de você com algum objeto metálico. 
É injusto se voltar contra o amor porque uma pessoa te feriu, mesmo que todas as palavras ditas por ela tenham sido vazias e não condiziam com a realidade em que vocês viviam. 
É injusto se voltar contra o amor porque uma pessoa te feriu, mesmo que você sinta que não é mais capaz de amar alguém como, acha que, amou aquela pessoa. 
É injusto se voltar contra o amor porque uma pessoa te feriu, mesmo que agora você esteja com o coração gelado e amargurado devido ao grande estrago causado na sua última decepção amorosa. 
É injusto se voltar contra o amor porque uma pessoa te feriu, porque o amor de verdade, quando chegar, não vai doer, muito pelo contrário, vai trazer a paz tão desejada pelo seu coração. O cérebro e ele entrarão em perfeita sintonia, aí então, você saberá que encontrou a pessoa certa. 
Talvez isso demore dias, meses ou até mesmo anos. Ou, nunca chegue a acontecer. Mas não é justo culpar o amor por atitudes de pessoas que não conhecem o que é essa palavra. 
A dor vai passar, e dará lugar ao amor próprio. Pois, quando você souber se amar, de uma forma que ninguém antes amou, aí sim você estará pronto e apto para amar outra pessoa. Mas enquanto isso não acontecer, não julgue o amor porque uma pessoa te feriu. 
Continue a sentir. Continue a se doar. Continue a fazer o melhor que pode. Porque vocês sabem... uma hora tudo isso volta pra gente.

5.6.17

Verdades precisam ser ditas


Meus amigos me aconselham constantemente sobre como eu deveria agir com as pessoas. Muitas vezes eu até tentei ouvi-los, mas com o tempo desisti porque eu não sei fingir ser alguém que eu não sou.
Quando eu meu importo, eu me importo mesmo. Eu mando mensagem primeiro, eu não deixo o assunto acabar, eu não sei ignorar (mesmo quando estou brava), eu ligo, eu chamo pra sair e não vejo nada de errado nisso. A vida é curta demais para não sermos honestos com nós mesmos.
Sempre acreditei que me entregar de corpo e alma para algo ou alguém, faria com que houvesse uma retribuição. Algumas vezes isso acontece, mas com a falta de reciprocidade eu aprendi que não tem nada de errado em ser quem eu sou, essa pessoa que fala o que sente, que demonstra o quanto é insegura, que surta de ciúmes e que se magoa extremamente fácil. 
Eu não estou errada em ser humana, que sente e que ama, errado é quem não valoriza as pessoas boas que entram em suas vidas. Não entendo esses joguinhos de quem se importa menos e não sei como isso pode atrair alguém. 
Eu gosto de beijo na boca, olhares trocados, sorrisos, risadas e abraços. Eu gosto de mão dada na mesa do bar, de foto no Instagram e mensagem de bom dia com coração. Eu gosto de sinceridade nas palavras, sejam elas de amor ou de ódio.
O que adianta apagar o número que já sei de cor? O que adianta ignorar as mensagens mas ficar olhando as fotos? O que adianta fingir que estou ocupadíssima quando na verdade estou louca pra jogar conversa fora? 
As pessoas passam muito tempo procurando um jeito de não aceitar que estão procurando um jeito de não se procurarem.
Me desculpem os "desprovidos de amor", mas algumas verdades precisam ser ditas.



26.4.17

Me reencontrando nele



Eu ando me sentindo meio perdida, mas quem nunca se sentiu assim, não é mesmo?
Quem é que nunca se sentiu extremamente sozinha, mesmo sabendo que existem inúmeras pessoas que te amam e querem o seu bem.
Quem é que nunca se sentiu distante de tudo e de todos, se isolou porque não sabia qual era o sentido de estar perto de alguém enquanto se sente tão quebrada e danificada.
É confuso, não é? Você não aguenta mais olhar para o teto do seu quarto e se alguém te chama pra sair, a primeira coisa que você faz é inventar uma desculpa para não ir... Por que você faz isso? Não estava cansada de ficar sozinha? Por que está se isolando de novo?
Eu ainda não consegui entender em que momento me perdi. Me perdi dentro de mim, nos meus pensamentos, em quem eu sou, eu simplesmente me perdi.
Mas eu tento me reencontrar cada vez que me perco, porque sei que não sou um caso perdido e para tudo existe uma solução.
Eu me reencontro nos abraços, nos elogios sinceros e nos sorrisos espontâneos.
Eu me reencontro nas risadas, nas brincadeiras idiotas e nos pequenos gestos que fazem com que eu me apaixone cada vez mais por cada detalhe da vida.
Eu me reencontro olhando as estrelas e percebendo o quanto sou grata por poder fazer isso.
Nós não sabemos o impacto que causamos na vida das pessoas, seja ele bom ou ruim. 
Muitas vezes em que me senti perdida, me reencontrei em alguém especial, em cada detalhe dele. Ele é mais uma daquelas pessoas que causam um turbilhão de coisas na vida de alguém mas nem percebe, ou finge não perceber... Será que é tão difícil de ver assim?
Eu estou constantemente me perdendo e me reencontrando nele.

6.2.17

Minha alma encostada na tua


Será que é possível se apaixonar pela alma de alguém? Porque eu acho que foi exatamente isso que aconteceu assim que coloquei meus olhos em você. 
A primeira vista me apaixonei por cada detalhe teu, como os seus olhos, seu sorriso, sua risada, o jeito como anda... Mas eu sabia que tinha algo a mais, eu sempre soube.
Cada conversa fez com que eu me apaixonasse mais por você, mas de um jeito que todos aqueles detalhes físicos em que eu havia reparado não significassem quase mais nada, eles apenas se tornaram parte de um todo, de um conjunto.
O que me encantava mesmo era a sua alma. Era o brilho nos olhos que você tinha quando falava dos seus cachorros. Era a forma como você irradiava quando me contava quais seriam os nomes dos seus filhos. Era o fervor com o qual você defendia seus ideais. 
Tudo que eu conseguia pensar era o que eu precisava fazer para não me apaixonar por você, mas já era tarde demais. Quando uma alma tão linda quanto a sua encosta em outra, acredito que seja impossível não se apaixonar, logo eu, que sempre disse que essa coisa de impossível não existia.
Às vezes eu acho que esse negócio de se apaixonar não é muito pra você e às vezes eu tenho certeza disso, confesso que fico meio louca querendo que as coisas sejam do meu jeito, mas deixa a minha alma ficar aqui encostadinha na sua, porque sozinho a gente até vai, mas juntinho a gente vai melhor.
E agora que já não tem mais jeito, eu tô naquela missão de fazer com que a minha alma faça tão bem pra sua, quanto a sua faz bem pra minha.
Ninguém está dizendo que isso aqui precisa ser algo, ou dar certo, pra mim tá tudo certo assim, a minha alma encostada na tua.
Postagens mais antigas Página inicial
 
Theme by João Vitor M.A. e Letícia Persi - Some Rights Reserved Desing Mania • Voltar ao Topo